PorkWorld - O Mega Portal da Suinocultura Brasileira

Suíno vivo: faz produtores trabalharem no vermelho

A maior queda ocorreu no Mato Grosso, onde a cotação recuou 6,19%, ficando em R$ 3,18/kg...

Segunda-feira, 19 de Junho de 2017 às 10h00

Suíno vivo: faz produtores trabalharem no vermelho

Refletindo o fraco ritmo das vendas internas e externas, os preços dos cortes suínos estão em queda, que por sua vez, acabaram pressionando os valores do suíno vivo pagos ao produtor. Segundo levantamento de preço realizado pelo economista do Notícias Agrícolas, André Lopes, na semana que passou, houve queda em seis das oito praças pesquisadas. Percentualmente a maior queda ocorreu no Mato Grosso, onde a cotação recuou 6,19%, ficando em R$ 3,18/kg. Em seguida vem Santa Catarina, com perda de 8,11% do valor e deixando o suíno vivo cotado a R$ R$ 3,40/kg. Já no atacado, a carcaça especial recuou 3,2% em uma semana, sendo cotada a R$ 5,86/kg na Grande São Paulo, apurou pesquisa do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (CEPEA).

No Paraná, os produtores sentem dificuldade em escoar a produção. Com consumo interno lento, os frigoríficos reduziram os abates, afetando principalmente, os independentes. O suinocultor independente, Jorge Rambo, conta que está com mais de 1.200 suínos acima do peso ideal, que deveriam ter sido comercializados há três semanas. Segundo ele, ele comercializa o suíno a R$ 3,10/kg enquanto os custos chegam a R$ 3,35/kg. Em Santa Catarina o cenário é parecido. O presidente da Associação Catarinense dos Criadores de Suínos (ACCS), Lozivanio Luís de Lorenzi, conta que os produtores estão amargando prejuízo de R$ 20 a R$ 30 na comercialização dos animais. "Sabemos que os produtores não estão conseguindo vender por mais de R$ 3,10/kg, ao passo que os custos giram em torno de R$ 3,40/kg", ressalta Lorenzi.

Fonte: Notícias Agrícolas

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Receba FREE a Revista on-line e a Newsletter Semanal
Ave World - O Mega Portal da Avicultura Brasileira